quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Karla Rigoni - Nada é por acaso

Oi amores!! Hoje trago uma nova entrevista com autores do quadro no blog. Iremos conhecer melhor a autora do gênero romance policial, que eu amo, e também é fã da Agatha Christie!! Seu nome é  Karla Rigoni e sua obra é "Nada é por acaso" que ja se encontra nas livrarias do pais. Vamos as perguntas. 
1. Qual o gênero da sua obra?
"Minha obra é trata-se de um romance policial de 400 páginas."
2. Possui público alvo?
"Todos os leitores que gostam de uma história envolvente de romance, drama e aventura."
3. Como vc vê sua obra?
"Sou suspeita por falar da minha obra, mas sou apaixonada por ela. É uma história envolvente sobre amizade, superação,  romance e uma pitadinha de suspense que leva o leitor a querer saber o que conhecerá no final do livro. Fará o leitor pensar sobre o sentido do certo e do errado e se realmente as coisas não nos acontece por acaso."
4. Quais livros marcaram sua vida?
"Acho que todos nos deixam alguma marca. Um que posso dizer ter me marcado foi "O escaravelho do Diabo." Foi o primeiro livro que li e que me incitou a ler outras obras. Depois descobri outros autores como Agatha Christie e Sydney Sheldon e me apaixonei pela literatura."
5. Possui outras obras?
"Nada é por Acaso é minha primeira obra lançada em livro físico e ebook. Estou trabalhando em outra obra, mas ainda sem título. Só escolho o título no final da obra."
6.  Como começou a escrever?
"Sempre gostei de escrever. Desde pequena eu criava estórias, e na adolescência escrevi alguns contos e peças de teatro que se perderam no tempo."
7. Quais são os autores que lhe inspiraram a escrever?
"Sem dúvida Agatha Christie e Sydney Sheldon."
8. Existiu inspiração para escrever ou ela surgiu uma vez só?
"Minha inspiração me segue aonde eu vou.  Comecei a escrever o livro de uma ideia que tinha na cabeça de uma estória que gostaria de ler. Escrevi com calma, pois era um projeto só meu que eu tinha como hobby.  Escrevia muito antes de dormir ou quando eu viajava, e cada lugar que eu passava me trazia uma inspiração.  O livro foi nascendo aos poucos. Quando eu comecei eu não sabia como ele iria acabar, simplesmente a estória foi surgindo em minha mente e fui colocando no papel."
9. Possui hobbies?
"Adoro praticar esportes e sempre que posso jogo handebol com meus amigos.  Outro hobby é assistir séries de tv. Adoro ficar em casa nos finais de semana assistindo a seriados e filmes."
10. O que dizer à os futuros escritores?
"Eu diria que tudo é possível.  É um universo pouco valorizado e difícil,  mas se tiver amor pela escrita,  deve encarar. Primeiramente o novo escritor deve acreditar nele mesmo e gostar do que faz. Fazer por amor e pelo prazer e aproveitar cada momento da vida."
11. Possui outras obras?
"Primeira obra."
12. Quem é você?
"Eu sou uma pessoa de espírito livre que adora estar entre os amigos e familiares. Resido em uma cidade do interior do ES, chamada Linhares, onde existem 69 lagoas e nenhuma livraria. Sou solteira, moro com 3 shitzus e gerencio uma empresa de iluminação. Nas horas vagas gosto de escrever,  jogar handebol e assistir televisão.  Acho que é isso."
ESPAÇOS BÔNUS:
"Leiam meu livro rsrsr. E todos os outros que tiverem a oportunidade. Ler é a melhor ferramenta da aprendizagem. Ler é cultura, é conhecimento, é crescimento pessoal. Pessoas que leem escrevem melhor, se expressam melhor. Ler é o primeiro passo para sermos alguém. Obrigada"
Muito obrigada a autora por ter topado a entevista e por nos dado esse maravilho livro. Espero que todos tenham gostado. Caso queiram contato com a autora ela está no insta @karipagotto. Se gostou não esquece de deixar seu comentário, críticas, sugestões tudo é bem-vindo.
Até a próxima
Grande abraço.

Um comentário:

  1. Olá. Fico grata pela oportunidade e espero que tenham curtido a entrevista. Convido a todos para conhecer a historia eletrizante dessas duas amigas e lhes desafio a me responder se vocês também concordam que a diferença entre o certo e o errado está em um ponto de vista.
    Uma boa leitura a todos
    Karla Rigoni Pagotto.

    ResponderExcluir