quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Só mais uma vez

Olá amores! Tudo bem com vocês?

Hoje a resenha será sobre o livro da autora Dulce Maria, "Só mais uma vez". Posso adiantar que esse foi lançado pela editora Arwen e você pode adquiri-lo clicando aqui, e autora pode ser encontrada no instagram ou na aba autores parceiros aqui do blog.



Posso confessar a vocês eu quase abandonei essa leitura, porque os primeiros capítulos não são tão atraentes, e parecia um romance clichê. Mas depois ao vê o desenvolvimento dessa história fui gostando, e conhecendo melhor a história de Luke e Rafa.


Antes de falarmos da história propriamente dita, vamos para as características físicas do livro. O livro é de tamanho médio, com duzentas e sessenta e sete páginas dividido em vinte e quatro capítulos. a sua diagramação e bem fofinha pois há letras capitulares como destaques e a fonte é do tamanho agradável. Os capítulos mesclam em curtos e médios, o que deixa a leitura rápida e fluída pois a cada capítulo temos mais detalhes revelados sobre o grande segredo de Luke e sobre a rotina de Rafaela - desconfio que falei demais.

Enfim, esse romance pode ser definido em "intenso" e "forte", eu também digo que é "dolorido". Rafa e Luke se conhecem na escola, no ensino médio, e Rafa logo se apaixona por aquele rapaz descolado e muito bonito, uma conexão surgiu entre eles. Havia muita coisa em comum entre os dois o que os foi aproximando cada vez.

Em cada capítulo vamos acompanhando a rotina de Rafa, e descobrindo seus sentimentos. O melhor foi acompanhar o amor correspondido de ambos. Mas como nem tudo nesta vida é mar de rosas, Luke escondia um segredo que colocaria em risco a vida de quem soubesse. Os dois foram cada vez vivendo essa paixão intensamente e entre brigas e acertos o amor só foi aumentando e assim, foi-se passando os capítulos e o baile de formatura chega, mas acontece algo que mudaria para sempre o amor desses dois pois antes Luke havia confiado a Rafa o seu segredo.



O que acontecerá no baile de formatura? Rafa e Luke serão finalmente felizes? Descubram nesse romance que de clichê não tem nada.

Bom, meus amores eu espero de coração que vocês tenham gostado a resenha. Até a próxima!





sábado, 13 de janeiro de 2018

Entrevistando autores: Any Palin

Olá meus amores! Como estão?

Hoje iremos entrevistar a autora de um dos livros que eu resumo como superação. 

Estamos falando da autora Any Palin, dona do livro Arco-íris de nove cores. Lembrando que eu não modifiquei nenhuma das respostas.



Vamos as perguntas!

1. Qual é a inspiração para escrever o seu livro?

- Minha inspiração foi minha própria vida é principalmente a MANEIRA como eu fui enfrentando as intempéries dos caminhos. Decidi por abrir minha vida para passar uma mensagem. É como uma missão para mim.

2. Como você começou a escrever?

- Aos 13 anos escrevia poemas em um caderno e, na época, usava-se muito repassar emails de poemas, textos reflexivos sobre moral e princípios. Assim, eu repassava meus poemas, que eram na maioria sobre reflexão moral e incentivo, para toda minha lista de email e assinava como "anônimo"; como se fosse um texto que eu havia recebido de outra pessoa.

3. Quais são os seus hobbies

- Ler. Qualquer coisa. Até sobre questões que sou contra, como Marxismo por exemplo. Creio que pra se ter uma opinião formada sobre qualquer coisa primeiro de tem que saber daquilo.
- Outro hobbie: #VICIADAEMID = Canal Investigação Discovery. Assisto todo dia.
- Outros: música (ouvir e cantar), viajar, fotos.

4. Como você se vê como pessoa

- Não sei. Tento ser um ser humano melhor a cada dia. Sou muito alinhada com Deus.

5. Quais são as suas influências literárias?

- Eu admiro vários autores, mas acredito que na questão da construção de minha obra não tive influências, pois quem lê e me conhece fala que parece que está conversando comigo na minha varanda. Dizem que imaginam até meus gestos, mesmo porque, o projeto do livro demorou 10 anos para ir para o papel exatamente porque eu não fazia a menor ideia de como escreveria.

6. Em uma narrativa, qual pessoa você prefere primeira ou terceira?

- Primeira.

7. Quais foram os livros que marcaram a sua vida?

- Exilados da Capela; Muitas vidas, muitos mestres; Só o amor é real, Diário de Anne Frank; A Cabana; Uma mente inquieta; Depois daquela viagem.

8. O que você faz nas horas vagas?

- Leio. (Desde bula de remédio à história das Guerras Mundiais por exemplo).
- Assisto jornal para ficar informada.
- Assisto filmes/séries

9. Possui outras obras?

- Não. Talvez seja a única, pois como disse, é uma missão. Porém, recebo mensagens diariamente dizendo que querem continuação.

10. Os personagens que você escreve são inspirados em pessoas reais?

- Minha obra é uma autobiografia, todos são reais.

11. Suas histórias são inspiradas em algo real?

- Nos meus 34 anos de vida.

12. Como você vê seu livro?

- Uma missão. E pelos feedbacks que recebo, acho que estou conseguindo cumpri-la, e espero que todos que tiverem a oportunidade de ler se conectem comigo.

Espaço bônus: À quem já leu, digo do fundo da alma que você já está conectado comigo e é uma honra ter compartilhado com cada um minha história.
À quem ainda não leu, espero que possam ler, compreender, amar e entrar nessa missão.
Um grande beijo da Any!

Então amores! Eu espero de coração que vocês tenham gostado e que tenham gostado de conhecer um pouco melhor a autora pois é através desse quadro que nós conhecemos detalhes importantes sobre a carreira do autor.
Até a próxima!


quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Literatura nacional: Monteiro Lobato

Olá amores. Tudo bem?
No quadro Literatura Nacional vamos conhecer a história e trajetória do autor Monteiro Lobato. Eu tenho uma afinidade a mais com ele pois quando criança eu era viciada no sítio do pica-pau amarelo.



José Bento Monteiro Lobato nasceu em Taubaté, em 1882. Homem de grande diversidade e talento foi considerado gênio e pioneiro da literatura infanto-juvenil. Formou-se em advocacia por imposição do avô, o Visconde de Tremembé. Contudo, sua vocação era mesmo as artes: pintura, fotografia e o mundo das letras e, assim, os “melhores frutos da fazenda” de sua propriedade, foi o livro Urupês (1918). Esta obra apresenta o Jeca Tatu personagem parasitado por um “jardim zoológico”, sendo “papudo, feio, molenga, inerte".

Em 1927, reside por 4 anos nos Estados Unidos em missão diplomática, como adido comercial e pôde constatar a lentidão do desenvolvimento brasileiro mediante o gigantesco progresso americano. De regresso para o Brasil inaugura várias empresas de ferro e petróleo para fazer perfuração, no intuito de desenvolver o país, economicamente. Escreveu dois livros “Ferro” (1931) e “O Escândalo do Petróleo” (1936), neste documenta os enfrentamentos na busca de uma indústria petrolífera independente. A política do governo de Getúlio Vargas era “não perfurar e não deixar que se perfure” proibiu e recolheu os exemplares disponíveis. Por contrariar interesses de multinacionais foi preso em 1941, no Presídio Tiradentes, onde ficou por 6 meses. Saiu da prisão, mas continuou perseguido pela ditadura do Estado Novo.

Lobato ainda foi perseguido pela Igreja Católica quando o padre Sales Brasil denunciou o livro “História do Mundo Para as Crianças” como sendo o “comunismo para crianças”. Em 1947 escreve a história de “Zé Brasil”, panfleto que percorreu o país de norte a sul, acusando o presidente Dutra de implantar no Brasil uma nova ditadura: o “Estado Novíssimo”.

Monteiro Lobato concedeu uma entrevista à Rádio Record no dia 2 de julho de 1948, dois dias antes de morrer, pobre, doente e desgostoso, aos 66 anos de idade. Como ativista político e na contramão dos interesses dominantes, encerrou a entrevista com a frase “O Petróleo é nosso”! Frase mais do que nunca repetida no Brasil. Foi um personagem brasileiro tão ilustre e importante o cortejo de seu velório foi acompanhado por 10 mil pessoas, entoando o Hino Nacional.



Algumas Obras
  • Idéias de Jeca Tatu
  • Ferro
  • A menina do narizinho arrebitado
  • Fábulas de Narizinho
  • Narizinho arrebitado
  • O Saci
  • O marquês de Rabicó
  • O noivado de Narizinho
  • As aventuras de Hans Staden
  • O Gato Félix
  • O pó de pirlimpimpim
  • Caçadas de Pedrinho
  • Novas reinações de Narizinho
  • Emília no país da gramática
  • Aritmética da Emília
  • Geografia de Dona Benta
  • Dom Quixote das crianças
  • Memórias da Emília
  • Serões de Dona Benta
  • O poço do Visconde
  • Histórias de Tia Nastácia
  • O museu da Emília
  • O Pica pau Amarelo
  • O minotauro
  • Os doze trabalhos de Hércules
Eu espero de coração que vocês tenham gostado amores. 


domingo, 7 de janeiro de 2018

Entrevistando autores: Wallery Giscar

Olá meus amores! Tudo bem?

Hoje no quadro Entrevistando autores vamos conhecer um pouco mais sobre o autor Wallery Giscar, dono do livro "Ajuste de Contas"



Vamos as perguntas sem delongas, porque eu estou curiosa demais:

1. Como surgiu a vontade de escrever?

"Tudo começou, quando eu tinha quinze anos, com um trabalho solicitado em sala de aula sobre o livro Senhora. A professora elogiou o trabalho e eu fiquei com a sensação de que podia ser escritor. Tive altos e baixos, momentos de desânimo e empolgação, mas estou, aos poucos, cavando meu lugar neste universo tão fascinante e cheio de desafios que é o mundo dos escritores."
 
2. Teve inspiração para escrever "Ajuste de conta"?
"Na infância e adolescência fui muito influenciado por histórias de violeiros que cantavam as peripécias de pistoleiros, sem contar os muitos filmes de bang-bang que gostava. Isso gerou em mim a ideia de contar uma narrativa que envolvesse o mundo da pistolagem."

3. Por que relatar Justino como um pistoleiro de aluguel?

"O pistoleiro é uma figura que está presente nas manchetes dos jornais e no imaginário popular. Não é, para mim, uma figura heroica, mas foi um personagem que me influenciou desde criança e isso acabou originando a novela Ajuste de Contas. "

4. Os personagens são inspirados em pessoas reais?

"Não, de forma alguma. Ajuste de Contas e o drama de Justino são frutos da imaginação e dos noticiários."

5. Quais são as suas influências literárias?

"Pergunta difícil para alguém que lê muito, pois a cada instante um autor novo está nos interessando. Aqueles que mais me influenciaram, sem sombra de dúvida, foram Machado de Assis, O. G. Rego de Carvalho, Marguerite Duras, Hemingway, Emily Bronte, Fitzgerald, Graciliano Ramos, Flaubert, Joseph Conrad, Tolstói, Kafka, dentre outros, pois são autores que me fizeram gostar da literatura e me ensinaram alguma coisa sobre a arte da escrita."
6. Quais são os livros que marcaram sua vida?

:Rio Subterrâneo, O morro dos ventos uivantes, O amante, O nome da rosa."

7. Quais são os seus hobbies?

"Leitura e de vez em quando um cinema."

8. Como você vê sua obra?

"Prefiro não expor meu ponto de vista sobre meu trabalho para que o leitor tire suas próprias conclusões. "

9. Em uma narração, prefere terceira ou primeira pessoa?

"Sinto-me mais à vontade com a terceira pessoa. "

10. Qual o seu gênero favorito?

"Romance e fantasia. "

ESPAÇO BÔNUS: um recado para os fãs.

Obrigado por conhecerem um pouco de mim e torço para que se divirtam com muitas leituras, não apenas de Ajuste de Contas, mas de livros em geral, principalmente dos livros indicados aqui pelo blog. Ler é uma grande aventura.
Obrigado pela oportunidade e desejo todo o sucesso do mundo para o blog e seus seguidores. Abraços.

Então amores, o que acharam dessa entrevista Mega incrível? Eu super gostei das respostas. Bom esse foi o post de hoje, desejo de coração que vocês tenham gostado e até a próxima meus amores 




sábado, 6 de janeiro de 2018

Especial: Meu primeiro livro.

Olá meus amores, tudo bem com vocês?

Hoje eu trago um post especial, para os que acompanham o Instagram eu fiz a seguinte pergunta aos meus seguidores:

" Qual foi o livro que fez você se encantar pela leitura?"

A ideia dessa pergunta é saber de vocês Qual é o primeiro livro da vida de vocês e o porquê que esse livro trouxe o encanto do universo das letras para as suas vidas.

Eu obtive muitas respostas legais! Foi super bacana interagir com vocês, e no finalzinho do post eu vou apresentar para vocês o meu livro, e conto melhor à vocês que apenas aos 16 anos eu me tornei uma leitora assídua.

Vamos as respostas! Lembrando que eu vou colocar integralmente o que o leitor escreveu para mim sem mudar nem uma palavrinha, nenhuma vírgula!

E as respostas foram: 

1. O gato preto, da seguidora @fmonteyro22.

"O gato preto, trata-se de um conto fantástico de Edgar Allan Poe. No começo do conto, o narrador confessa seu grande amor pelos animais, em especial, ao seu gato preto chamado Plutão. No decorrer da narrativa, o narrador se casa com uma mulher e logo introduz à esposa a ter afeição pelos animais e juntos se dão muito bem e parecem viver felizes, até que um dia, o narrador passa a sofrer mudanças de humor violentas e passa a maltratar os animais, principalmente o gato preto."

Olhem que história!

2. A senhora, da seguidora @livros_frases_e_amores

"Senhora é uma bela obra.... Fez me apaixonar pela literatura, por romances, é um romance de época, acho lindo a riqueza dos detalhes, a história fala de uma moça Aurelia, jovem e apaixonada com seu namorado Fernando, porém ela era pobre, e na época os homens se casavam com quem lhe dessem o dote maior, ele amava muito Aurélia mas também precisava muito de um dote pois tinha seus motivos, e sem explicar nada a deixou para casar-se com outra que lhe deu um dote...Aurélia fica muito triste pois soube que foi trocada por uma esposa com dote e ela era pobre, mas acontece uma reviravolta e Aurélia recebe uma herança grande, muito grande, ela fica milionária, então ela decide comprar Fernando sem que ele saiba que é ela, com a ajuda de seu tutor ela faz um contrato de casamento para "comprar" Fernando, pensando em se vingar, mesmo sabendo que o amava muito, mas ela ficou muito magoada, então quando ela compra Fernando, e ele fica sabendo que é Aurélia. Que tem um dote tão grande ele fica maravilhado, pois ele a amava, apesar de ambicioso, mas Aurélia não quis saber de seu amor, ela queria escraviza-lo e humilha-lo, mas com o tempo Fernando se cansa e resolve devolver o dinheiro do dote e pedir o fim do casamento... Mas quando Aurélia percebe que ele realmente a deixaria ela pede para que fique, ela diz que o ama, que daria tudo o que tem para ficar com ele.... E o amor vence!!!💟" 

Depois dessa resenha incrível,  você também vai querer lê esse livro assim como eu. 

3. As crônicas de Nárnia, da seguidora @everglott. 

"Narnia abriu as portas do mundo imaginário pra mim, foi meu melhor amigo pois na época que li pela primeira vez, estava passando por uma fase muito ruim, não saia de casa e etc. Ele me ajudou a enxergar que coisas boas podem vir de onde menos esperamos, e que livros são a companhia mais mágica que alguém pode ter." 

4. A montanha de ossos, do seguidor @cirfreitas


"Vale muito a pena lê, foi minha infância todinha. Um arqueólogo descobre um dente fossilizado de 500 mil anos atrás, que pode ser do nosso mais antigo ancestral. Mas há muita gente interessada em roubar sua descoberta e assim começa suas aventuras, envolvem uma seita secreta, a polícia, e uma organização, todos atrás dos ossos do mais antigo ancestral (raça humana). 

5.  Jogos Vorazes, da @Nara23silva

A Nara explicou:  " Engraçado,  por que eu sempre li mas o meu fascínio pela leitura veio depois de jogos vorazes. Eu vi o terceiro livro filme e queria saber como acabava e previsei ler os livro pra isso. Baixei os 3 em pdf mesmo e li em 1 semana! Só que a paixão não ia embora e eu descobri os fanficts. Não consegui parar de lê, e enquanto esperava a atualização de algumas que eu acompanhava fui lendo uns originais no wattpad. Não parei mais." 

Pior que tem muita gente que começa assim, e quando vê já tem uma biblioteca em casa. 


Gente, como prometi vou contar o meu primeiro livro. Eu assim como a Nara lia algumas coisas mas o despertar da leitura mesmo veio quando eu estava fazendo vestibular, eu queria lê algo diferente mas tinha que estudar. Então acabei falando para a minha mãe que eu queria um livro de literatura estrangeira, veio o box 1 da Agatha Christie. Pronto, me viciei. Cada vez mais queria lê mais sobre a autora e hoje sou fã assumida dela. 

Bom meus amores esse foi o post de hoje. Espero de coração que vocês tenham gostado! Um grande abraço 💖 até a próxima. 





quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Violeta Profundo

Olá meus amores! Tudo bem com vocês?

2018 começou e já temos nossa primeira resenha! O primeiro livro que eu li em 2018 foi o livro da autora Anna Rosenrot, "Violeta Profundo".





Como vocês já sabem eu dei um espacinho a mais aqui no blog, e também nas outras plataformas de divulgação que pertencem ao blog Eureka mundo, aos livros de poesias e similares. Quando eu conheci o livro da Ana eu acreditei que fosse um livro de poemas e foi-me bastante intrigante a ideia de observar o universo sobre a ótica da aflição. Mas lendo livro eu pude perceber bastante coisa que eu deixei passar - mas que coisas são essas? Confesso que eu não sei bem como explicar mas digamos que sejam detalhes na realidade que me fizeram repensar em certos assuntos.


Eu posso dizer que o livro da Ana, o violeta profundo, é um livro intrigante, como já disse antes, mas é uma coletânea de poemas angustiante vamos usar essa palavra que traz situações da realidade que em momento algum nos colocamos no lugar da pessoa que está passando por aquela situação. 

Um bom exemplo disso é o poema que ela criou em que fala sobre o suicídio. Não sei perfeitamente se é um rapaz ou se é uma moça, eu só sei que ele estava muito angustiado e por um instante tentou ter seu último ponto de esperança,  mas esse ponto não foi forte o suficiente e com um caco de vidro ele se suicidou e a frase que mais me marcou nesse poema foi dizer que ele "seria magro eternamente"  pois haveria de ir para um lugar em que não sentiria dor e nem "fome".



Outros poemas que ela vai falando trata de vários temas como a homossexualidade como a guerra na Síria e o estado islâmico em lugares que está tão forte e assim sucessivamente. É bem ousado da parte da autora retratar tantos pontos que particularmente não havia visto em nenhum outro livro e quando você pega o livro você acredita que seria uma bobagem olhar as coisas "sob a ótica da aflição" mas quando você interpreta os textos e consegue acompanhar, ter uma leitura fluída você consegue, acredito eu, chegar a ideia que autora queira passar quer dizer se colocar no lugar daquela pessoa e sentir a dor daquela pessoa.

Falando agora sobre as características físicas do livro a diagramação é incrível,  achei muito linda eu ouso até dizer que essa é diagramação mais bonita que eu vi em toda minha vida! a cor violeta prevalece muito dentro do livro sendo tons de fonte e  das pétalas de flores que caem ao redor das páginas dando início a cada novo capítulo. É um livro pequeno, eu li em menos de uma hora.



E meus amores essa foi a resenha de hoje, espero de coração que vocês tenham gostado. A autora está no instagram como @annarosenrot, então você que queira adquirir o livro dela, entra lá no insta e bate um papo com ela.

Por hoje é só e um grande beijo! Até a próxima.

domingo, 31 de dezembro de 2017

R E T R O S P E C T I V A 2017

Olá meus amores!

Vamos fazer nossa retrospectiva 2017. Esse foi um ano muito proveitoso para o blog consegui novas parcerias, tive a oportunidade de passar na seleção de parceria da BV BOOKS e tê-la como minha primeira editora, comecei a me entrosar mais com outros blogs e gostei da parceria, enfim um ano repleto de muita notícia boa!



Quero agradecer a todos vocês pela marca dos mais de 3K que eu completei esse ano; também agradeço além de estar com 370 curtidas na fanpage, que eu iniciei esse ano também, tive um aumento significativo nas visualizações do blog, implementei novos quadros no insta, novos quadros do blog e tudo isso mostra o quanto vocês tem gostado e o quanto o meu trabalho vem sendo  recompensado. Para quem me acompanha no Insta pode perceber numa Live que eu fiz que o meu blog o Eureka mundo ele é o primeiro nas pesquisas do Google quando você coloca "Eureka mundo",  a quantidade de visualizações e de acesso que eu tenho tido das minhas plataformas de divulgação mostra o resultado do meu trabalho como blogueira.

Eu costumo dizer que sem a interação de vocês sem a propaganda boca-a-boca que acontece, a indicação, sem o apoio de vocês eu jamais teria chegado aonde eu cheguei; por isso eu divido com vocês a minha alegria: a alegria de ter completado os 3k , a alegria de ter chegado a um patamar alto e já ser considerada uma influenciadora literária e isso me deixa muito contente,  e eu só tenho a  agradecer por esse ano que foi um ano de muitas vitórias e agradecer por cada um de vocês que me acompanham e que sabe da minha luta e me apoia, OBRIGADO.

Posso dizer que eu estou orgulhosa. Comparando a minha lista de leituras de 2016 com a de 2017, o resultado foi inesperado. Vocês sabem que eu tenho uma rotina bem corrida a faculdade ela me suga muito e eu dedico bastante tempo a ela e também alguns outros afazeres,  mas eu faço o meu melhor para levar você  o melhor conteúdo e esse ano foram um total de 55 livros lidos! Estou ORGULHOSA!


Bom meus amores eu espero que vocês tenham gostado e que esse novo ano que virá seja repleto de bênçãos como esse ano foi!