terça-feira, 3 de janeiro de 2017

A Maldição do Tigre - Colleen Houck

     Primeiros dias do ano de 2017 e eu trago uma resenha novinha em Folha. Terminei esse livro nas primeiras horas de 2017 pois meu ano novo não foi de festa ja que eu adoeci, porém para compensar terminei o livro 1 dessa saga maravilhosa. 
       A maldição do tigre com certeza é um daqueles livros que te surpreende logo nos primeiros capítulos. A narrativa é leve e os capítulos não são tão longos, o que torna a leitura muito agradável.
      Eu sempre gostei de descrever os personagens, pois acredito que eles são a alma do enredo do livro - e há controvérsias contra mim. Falaremos dos quatros principais. Kelsey é a mocinha da história, a escolhida que irá ajudar a livrar da maldição o Príncipe Dhiren. Muito nova ela perdeu os pais em um acidente de carro, depois desse ocorrido passou a morar com um casal de amigos dos seus pais que se tornaram sua família adotiva. É amável e muito corajosa, qualidades que me fizeram a amar.
      O segundo personagem que eu quero descrever é o Príncipe Dhiren, ou melhor dizendo, Ren. Ele é um Príncipe indiano -muito lindo-, que possui várias qualidades incluindo ser amoroso, lindo, amigável, lindo, corajoso, lindo, forte, e mais lindo. Depois dele eu gostaria de falar sobre seu irmão Kishan.
      Kishan é digamos o irmão zoeiro de Ren, além de ser chato e metido quando quer tem lá suas qualidades; ele pode ser amigável e bastante leal tanto que mesmo sendo seu irmão mais novo e tendo desavenças mostra-se como um verdadeiro pai que protege seus filhos.
     O Sr. Kadam é um avô protetor ou até mesmo um pai. Ele é protetor e não mede esforços para ajudar aqueles que ama, por mais que a maldição tenha lhe tirado muitos. Depois de falar dos quatros personagens principais vamos a história,  assim será sanada as dúvidas que eu acabei de criar falando dos personagens.
     A história começa com o dia em que Ren e Kishan foram amaldiçoados por um bruxo indiano, transformando-os em tigres - Ren o tigre branco com listras azuis com seus olhos cobalto e Kishan com pelo negro e olhos dourados. De lá passaram-se muitos séculos e Ren foi parar em um circo, justo no circo onde o Kelsey em suas férias estava trabalhando, cuidava dos animais do circo. Em uma noite, durante o espetáculo, Kelsey se encantou pelos lindos olhos cobalto de Ren em forma de tigre e foi procurá-lo no estábulo onde lá começou a se apegar ainda mais ao tigre ja que o mesmo respondia aos seus estímulos, tanto que ela sempre dizia "Espero que você um dia seja livre" pois se sentia mal ao vê o animal preso em uma jaula.
      No desenrolar da história, o Sr. Kadam aparece no circo e faz uma proprosta para comprar o tigre e ao perceber o amor de Kelsey com o tigre percebe que ela é a escolhida para salvar Ren da maldição, logo após faz uma proposta de uma viagem para a Índia onde supostamente o tigre iria para uma reserva ambiental a qual o traria a liberdade que Kelsey tanto queria. Kelsey após pensar e falar com sua família aceita.
      Chegando na Índia o Sr. Kadam conta toda a verdade e diz a Kelsey que o seu tigre na verdade é um homem contando os detalhes da maldição.
    Kelsey decide ajudar Ren e eles seguem na primeira aventura da saga, eles tem que encontrar um feiticeiro do bem chamado Pheth que explica os perigos da grande aventura e dá Kelsey a marcada da protegida de Durga, deusa que pode salvar Ren e seu irmão de Kishan. De lá eles tem que procurar os segredos da empreitada.
      A caminho da caverna no Lago Lampi, Ren - o mais lindo dos príncipes - se transforma em homem pela primeira vez porém a maldição tem um limite para isso 24 minutos a cada 25 horas. Kelsey, assim como eu, ficou encantada ao vê aquele lindo Príncipe indiano e veio logo o medo pois vê Ren se "metamorfosiando" em tigre não é muito bonito. Ela espera se acalmar e pergunta tudo e Ren calmante dentro dos seus 24 minutos tenta responder a tudo.
     Após alguns capítulos, Kelsey pode conhecer o Palácio em forma de casa de Ren. Sr. Kadam também conta-lhe um segredo, assim como Ren ele vive a mais de 350 anos protegido pelo pedaço do amuleto de Ren, já que a maldição mantém quase que imortais Ren e Kishan.
     Na caverna de Kanheri foi a parte do capítulo que mais me chamou a atenção, pois lá a deusa grega Durga aparece em carne e osso e conta tudo que tem q ser feito e todos os lugares para onde eles tem que ir para acabar com a maldição. Lá é entregue a gada - umas das armas de Durga - e a Fenidra, uma cobra de Ouro maciço que se transforma em um bracelete cujo objetivo é iluminar os caminhos de Kelsey.
     Fora todos as provas que eles têm que passar, Kelsey e Ren começam a sentir um sentimento pelo outro que vai muito além da amizade, porém Kelsey com medo de sofrer em perder Ren assim perdeu os pais começa a tentar tirá-lo da sua mente, evitando contato e o tratando mal Ren percebe que algo está errado, e nesse meio termo ele decidi procurar o seu irmão Kishan em uma selva onde ele se encontra.
    Foi no encontro com Kishan que Kelsey descobre a história da maldição. Kishan era apaixonada pela  nouva prometida a Ren para selar um pacto de paz entre os reinos, porém Yesubai a noiva não era devidamente apaixonada por Ren, era apaixonada por Kishan também. Kishan cego de amor e ódio por não ser ele o príncipe escolhido e prometido a Yesubai trama um plano para matar seu irmão junto com o Bruxo Lokaresh que engana Kishan amaldiçoando os irmãos e Yesubai em uma última tentativa de os salvar acaba sendo morta pelo próprio pai, morrendo nos braços de seu amado. Ao saber sobre essa parte da história Kelsey acaba começando a acreditar que não é a mulher certa para Ren, pois acredita que como Ren é um príncipe pode ter modelos e mulheres mais lindas que ela  se sente ainda mais com vontade de tirá-lo da cabeça.
     Nos últimos capítulos do livro Ren recebe uma dádiva por ter conseguido junto com Kelsey o fruto da Índia - o Fruto Dourado. Agora ele tem 6 horas para se transformar em homem por dia. Para tentar contornar a situação com Kelsey ele decidi fazer um jantar e lá provoca Kelsey fazendo ela sentir ciúmes - o que funciona. Porém Kelsey continua com sua ideia e decide sair para uma boate com Kishan.
   Após uma briga e Ren ter se declarado e ainda ter tido seu dilacerado por Kelsey, ela decide ir embora para casa em Oregon com sua família adotiva abandonando de vez Ren mas não deixando de ajudar na maldição. Ela pretende ficar longe para fazer com que Ren aprenda a não gostar tanto dela e acabe desapegando da sua imagem. O livro termina com Kelsey indo embora sendo levada pelo Sr. Kadam e ao olhar de volta para a casa de Ren [... ] " Nesse momento, um rugido ensurdecedor e de partir o coração sacudiu as árvores. ".
    Assim termina o livro 1 da saga maldição do tigre, espero que tenham gostado e logo logo terá uma nova resenha.
Grande abraço meus amores!!
     

Um comentário:

  1. Quero muito!!!😍❤😍❤

    Beijos, Vivi/@i.swear.on.the.angel

    ResponderExcluir