quinta-feira, 16 de março de 2017

Autora Lilian Farias

Olá amores, como estão? eu estou ótima com muito trabalho a fazer e quase sem tempo - fazer o que né, vida não está fácil.
  Hoje vamos conhecer mais uma autora, a Lilian Farias, do livro "mulheres que não sabem chorar", esse livro eu já fiz a resenha e já foi publicada aqui no blog, e olha que livro! Sempre deixei claro que gosto de livros que eu possa lê e tirar algo dele, uma lição de moral. O livro da Lilian você não tira simplesmente uma lição de moral mas sim várias lições de moral, poi são várias personagens cada uma com seus medos e preconceitos.
   Quando menos se esperar você já está despido de todos os seus preconceitos e inteiramente envolvido com a história de cada uma. Eu sei que em algum lugar existe uma Olga, uma Marisa, Ana ou Verônica por ai que vai lutar como cada uma lutou nesse livro.
  Enfim já falei muito, vamos as perguntas!!





1. Quando surgiu a vontade de escrever?
"Acho que na alfabetização."
2. Existe inspirações para escrever a história do seu livro?
"Sim." 
3. O que fez Você escolher esses temas em sua trama?
"A vida. O dia a dia."
4. Os personagens são baseados em pessoas reais?
"Sim."
5.Quais são suas influências literárias?
"Além dos autores citados na pergunta 7, músicas como as que Oswaldo Montenegro, Maria Bethânia, Chico César, Alceu Valença, Kleber Melo cantam. O dia a dia. Pessoas, a vida, a arte, fotografias, etc."
6. O que dizer sobre o feminismo?
"É romper com as estáticas de violência de gênero, de desigualdade social. É lutar pelo direito de estar viva. É empoderamento sobre meu corpo e o meu direito à cidadania, meu e de outras mulheres. É a esperança de igualdade e equidade. "
7. Quais são os seus autores favoritos?
"Complicado. Essa resposta seria uma biblioteca enorme. Vou citar alguns poucos: Clarissa Pinkola Estes, Chimamanda, Elisa Lispector, Clarice Lispector, Nelson Rodrigues, Rolando Toro, Teresa Cárdenas, Conceição Evaristo, Jorge Amado, Simone de Beauvoir, Virginia Woolf, Florbela Espanca, Hilda Hilst, Cassandra Rios, Elisa Lucinda, Eduardo Galeano, Borges, Chimamanda, etc. enfim, são muitos... esses foram os que lembrei."
8. O que dizer a todos aqueles que querem ser um escritor (a) futuramente?
"Teimem."
9. Como você se vê como pessoa hoje?
"Como alguém que transmuta."
10. Como você vê sua obra?
"Como literatura."
11. O que costuma fazer como hobbies?
"Ouvir o silêncio, ler, namorar e comer."
12. Uma citação favorita.
"Como não especificou de onde, segue
"Fico perplexa com o fato de as mulheres hoje em dia chorarem tão pouco e, quando o fazem procuram justificativas. Fico preocupada quando a vergonha ou desabito começam a eliminar uma função natural. Ser uma árvore florida e estar cheia de seiva é essencial, senão você pode se quebrar. Chorar faz bem, e é certo. Chorar não cura o dilema, mas permite que o processo continue em vez de entrar em colapso." (Clarissa Pinkola Estes, trecho do livro Mulheres que correm com os lobos)."
Bônus: um recado para os fãs.
"‘(...) Que as palavras que falo
não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor
apenas respeitadas como a única coisa
que resta a um homem inundado de sentimento
porque metade de mim é o que ouço
mas a outra metade é o que calo’



(Oswaldo Montenegro)"
   Olha, Lilian é super objetiva e eu adorei isso haha. Quero avisar aos senhores que o livro dela está na Saraiva e Amazon, e vocês podem a encontrar na aba do blog "autores parceiros". Não deixem de nos seguir nas nossas redes sociais, estou aqui para sempre interagir com vocês!
Um forte abraço,
Até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário