quarta-feira, 26 de abril de 2017

Maria do Sol - Alice Raposo

Olá meus amores!!

      Hoje eu trago mais uma resenha para vocês. Resenha esta do livro mais fofo que eu encontrei até hoje! Estou falando do livro "Maria do Sol", da autora parceira aqui do blog, Alice Raposo. Esse livro, além de ser curtinho traz uma história com uma reflexão muito boa para todos, tanto pais como filhos e até mesmo para nós individualmente.
      São apenas cento e vinte e sete páginas, escritas em formato grande e além das ilustrações tem o que eu mais gosto em um livro, capítulos curtos! E. claro, não podendo fugir da história e nem muito menos deixando de dá os detalhes necessários para uma boa compreensão. Quem vê a capa diz que a história é muito meiga e fofa, mas ai que está a grande jogada: a história é de suspense!
      Imaginamos um crime cometido por uma  inocente criança. Porém essa criança nem tão inocente assim, por ciúmes joga em uma piscina outra criança, nossa pequena Maria do Sol, que veio a morrer...Será? Pedro, ou melhor, Pedrinho é esse "inocente criança" que cresce com este crime em sua mente. No decorrer de seu crescimento a autora coloca várias situações e nos mostra como uma criança pode sofrer com a ausência de seus pais.
       Ele conhece Maria do Sol na fazenda de seus avós, no interior. O ciúmes foi causado pelo fato de a menina ter outros amigos, fato este que Pedrinho - um garoto mimado- não aceitou.
      Os pais de Pedrinho começaram seu casamento da forma errada , segundo o avô de Pedrinho. Depois, para compensar e dá uma boa vida ao filho eles trabalham incansavelmente, deixando o menino aos cuidados da babá Milena. Uma lição de moral para os pais que acreditam que não é importante dá atenção aos seus filhos, ou acreditam que deixar isso ao cargo de babás seja a melhor solução. NÃO! Filho não é um brinquedo, e quando lerem essa história vocês perceberam o quanto a autora deixa isso bem claro.
      Pedrinho, com a culpa de ter matado Maria do Sol, cresce sendo uma criança e um adolescente com suas emoções turbulentas. Ele é perseguido pelo fantasma da menina que por muitas vezes se materializa para ele, sempre o perturbando. Mas nunca contou o que ocorreu para ninguém.
      Quem percebe que tem algo errado é sua babá Milena, esta avisa aos pais mas eles acreditam que não seja mais que uma fase que por conta de Pedrinho está entrando na puberdade esteja mudando, errado de novo. Milena recorre a avó do menino que após ter pedido o marido decide ajudar a criança. Neste meio termo Pedrinho entra na faculdade e busca no curso de psicologia alguém que possa o ajudar.
      Nos últimos semestres e já nos últimos capítulos do livro, é necessário que os alunos façam uma terapia com psicólogo para colar grau na faculdade. Quando chega a vez de Pedrinho ao psicólogo, ele omitem esta parte de sua vida deixando o psicólogo Henrique bem curioso, o que sempre az investidas mas Pedrinho sempre foge.
     Um certo dia Pedrinho conta a verdade à Henrique, contando que o espirito da menina que ele matou vive ainda ao seu lado sempre o perturbando. Nesta conversa, Henrique dá algumas dicas para que Pedrinho sinta-se mais aliviado. - chegamos aos primeiros segredos que eu não vou contar.
     Os últimos capítulos são a reviravolta, e eu não conto a surpresa que se tem ao final! Mas posso adiantar que além de uma lição de moral muito boa, este livro trata de amor, amizade e medo. Recomendo que leiam, além de os enriquecer mudará até sua forma de vê as pessoas.
Lembrando que a autora está na aba dos "Autores parceiros" e que vocês podem encontrar todas as obras dela no instagram! Gostou da resenha? Não deixe de deixar seu comentário e principalmente sua impressão logo aqui em baixo.

Muito obrigada!
Abraços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário