domingo, 30 de abril de 2017

Um passeio no Jardim da vingança - Daniel Nonohay

Olá amores, tudo bem?
 
Hoje tem mais uma resenha, de autor parceiro, aqui no blog. Estou falando do livro "Um passeio no jardim da vingança " de Daniel Nonohay.
 
     Estamos diante de uma escrita excelente, com uma mistura de ficção e realidade que ao mesmo tempo nos cativa e nos envolve em um futuro que na minha opinião, não está tão distante. Vou começar falando das características do livro em si, a narrativa é fluente e de fácil compreensão, além do mais não possui linguagem difícil, e não é tão enjoativa com os detalhes o que deixa nossa imaginação trabalhar bem.  Ele é dividido em dois livros cada um com duas partes, e como se fosse um túnel do tempo vai fluindo em sequência lógica cada parte da história.
      A história se passa em um futuro, como já disse, não tão distante da nossa futura realidade. Máquinas então entrelaçadas com homens e o uso de drogas é disseminado, implantes cibernéticos que impulsionam a memoria humana aumentando suas capacidades e aptidões, e as diferenças sociais existentes dão origem à grupos terroristas disfarçados de religião.
      Neste enredo conhecemos Ramiro - o personagem principal -, o qual é um advogado que também faz uso das drogas, torrava seu dinheiro com festas e mulheres, rico e sem objetivos. Em um dia normal, perante uma audiência, ele sofre um atentado terrorista vitimando todos menos Ramiro, o único sobrevivente. Após ficar em coma, ele tenta dá um sentido a sua vida. Casado com um linda mulher chamada Amanda - olha ai minha xará, amei meu nome na personagem autor! Obrigada- tenta agora resolver os conflitos que deixou passar com o tempo, sempre empurrando com a barriga.
      Decididamente, percebi que Ramiro deixou de viver. Dá a impressão que sua vida ficou tão tediosa que não vale mais a pena viver em festas. Nada serviu, tanto que suas traições contra sua esposa Amanda só servirão para que ela lhe dê o troco. Porém, ele deu abertura para vários problemas dos quais não quis dá atenção. Mas agora sofre as consequências. Será que a vida deixa de ter sentido e apenas deixamos ela passar diante dos nossos olhos? O autor faz com pensamos em vários por quês, e além disso fiquei intrigada com o modo de pensar de Ramiro.
     E o primeiro problema que quer resolver é o do seu escritório. Ele decide retomar o controle do mesmo, mas descobre segredos que poderá destruir sua vida, ou melhor quase conseguiu, porém, pode também destruir a todos que o rodeiam. Neste meio termo temos um problema, a religião está crescendo e começando a ser destorcida, até chegar no Escritório de Ramiro. 
      A vingança que acaba se transformando em caça vai nos mostrar como Ramiro tornara-se forte. Doente e sem recursos a sua sobrevivência dependerá da capacidade e improvisação, dos conhecimentos adquiridos no seu implante de memória e das aptidões adquiridas.
      O melhor deste livro é que nada aqui é diferente de nós a linguagem revela até mesmo os palavrões, deixando os personagens cada vez mais humanos por mais que tenham máquinas entrelaçadas. Um suspense intrigante e denso que dá vida a personagens marcantes e amorais, e o melhor, o maior personagem deste livro é a natureza humana mais crua e nua possível. São pontos de vista diferentes para a mesma linha cronológica, onde o plano de fundo é a ficção cientifica mesclada a tributos reais e turbulentos.
      A cada novo capítulo, percebemos que não existe mocinhos nesta história e cada um de algum modo está conspirando contra Ramiro. E o fim? Será que Ramiro realmente morre? Amanda torna-se a vilã? Estas perguntas deixo à vocês responderem. Não deixem de conhecer este título!!
 
Relembrando que todos os autores aqui estão na aba autores parceiros, e caso você esteja acessando pelo celular basta colocar em modo de versão web para visualizar a aba. Entre em contato com o autor.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário