terça-feira, 16 de maio de 2017

Alice - Letícia Pinho

Olá amores, como vão?
 
Hoje temos mais uma resenha, desta vez vamos analisar o livro da autora Leticia Pinho, o livro Alice. Vamos lá?
 
      Alice é uma garota bastante comum. Ela está no ensino médio, tem amigos, embora sofra bullying de alguns outros colegas. Quando pequena, Alice tinha Max como amigo, mas a vida e certas circunstâncias acabaram os afastando. O tempo passa, e Alice o vê como mais que um amigo, ela se sente apaixonada por ele; mas o tempo passou, e agora Max tem uma namorada – que é bem diferente de Max, pelo que Alice se lembrava.
 
      Max era um bom amigo, e até mesmo defensor, de Alice quando os dois eram crianças, mas a morte da mãe do garoto o afasta do colégio por um bom tempo, quando ele volta procura por uma garota de óculos enormes, um aparelho horrível e cabelos desgrenhados, mas não a encontra, porque Alice já não era mais aquela garota. O único problema é que ele já tem namorada, Juliet Campbell, a mais popular, a mais linda e a mais esnobe do colégio. Decidida a não se machucar, Alice se afasta de Max, e é bem nesse momento que surge um garoto novo no colégio. Lyen Evans.
 
        Porém, vemos que com essa reaproximação dos dois, a garota tem esperanças de ele se apaixonar por ela também, terminar com a namorada vaca e ir correndo para os seus braços. Tudo não passava de falsas esperanças e quem acaba pagando por isso e o coração de Alice que acaba machucado, destruindo. Em meio a esse sofrimento Lyen aparece. Um garoto lindo e gentil que acaba se tornando o melhor amigo da jovem que sofre com um coração partido.
 
        Ele acaba trazendo calma, segurança e conforto para Alice e com o tempo uma nova paixão, um novo amor acaba surgindo entre os dois e novamente acaba entregando seu coração, mas dessa vez parece ser para a pessoa certa.
 
        Há vários personagens secundários que são bem construídos e carismáticos, e são essenciais à trama. Os amigos de Alice, por exemplo, sempre estão por perto pra animá-la e darem os melhores conselhos. Sem contar que vocês vão morrer de rir com o Noah, e se irritar - mais muito mesmo - com a vaca da Juliet - perdão autora mas não engulo esta menina.
 
        Não acompanhamos apenas a vida amorosa de Alice, mas também as histórias secundárias através  de seus amigos e de seu irmão, desde as mais divertidas, até as mais tristes, e em momento algum ela os abandonou, o que na minha opinião deixa a nossa heroína uma personagem forte, demonstrando não apenas o seu companheirismo mas também a sua lealdade, mesmo em momentos de dificuldades.
 
      O que mais me encantou neste livro foi a narrativa, por ser em primeira pessoas fica bem visível todos os sentimentos da personagens, até mesmo os seus pensamentos sobre os demais personagens do enredo. Fiquei imaginando a cara da Alice pensando em cada um. Porém, devo confessar que a Alice também me deixou indignada, pois ela é muito boazinha, e era impressionante como permitia que outros viessem a lhe machucar.
 
      Mas falando sobre a parte física do livro, ele é dividido em vinte e sete capítulos e temos a trama retratada nos Estados Unidos. Com uma linguagem um pouco ofuscante, acredito que mais detalhes no lapso espacial transformaria este livro em um dos melhores para mim. Não sei o que vocês vão dizer, mas este foi até agora o único defeito que eu encontrei e olha que eu sou bem chata.
 
     É um livro, digamos de tamanho médio mas a história te faz o lê em menos tempo. Graças a narrativa extremamente sedutora você embarca no livro sem nem notar. Nota quatro e meio, em uma escala de zero a cinco.
 
 
 
 
       
 

Um comentário: